terça-feira, 29 de março de 2011

dady

Cresci um pouco longe de ti e a mãe fez os dois papéis: mãe e pai. E tu melhor que ninguém sabes disso. Quem me dera, que nao tivesse sido assim, e que pudesses ter passado sempre todos os dias ao meu lado a ouvir os meus gritos, ou a apreciar o meu sorriso, e sentir a felicidade comigo. Quem me dera puder dizer que estiveste comigo toda a vida e me ajudaste a ultrapassar tudo, mas não posso. Não é verdade. Mas talvez assim já poderei falar de distância. A distância é a pior coisa que nos podem dar, é a pior coisa da vida. A distância poder ser vista de duas maneiras, uma boa e uma má. Algumas pessoas pensam que a distância só faz bem, porque assim sabe-se o quanto essas pessoas gostam e têm carinho uma pela outra. Outras pensam que a distância é aquela que nao deixa passar a felicidade de sentir, as coisas perto de nós. Eu opto que a distância é má. E sempre foi. As vezes quando estavas em Timor e nao tinhas ligação para cá, eu era pequenina, e perguntava por ti, mas nem sequer noção das coisas tinha. Quando foste para a Bosnia um ano, senti mais a tua falta, porque apesar de vires cá ao fim de semana, nao tinha o tempo suficiente para te abraçar e puder dizer que "estavas cá". O tempo era escasso e as horas e os minutos contavam-se. Talvez porque o sonho que tu quisseste seguir por vezes dá cabo de mim, porque fazes-me tanta falta ao dia a dia, e apesar de quando estou contigo te dizer para saires da minha beira porque me deixas um (pouco) fora do controlo. Ás vezes penso : "Vou ligar ao meu pai, ele saberá o que me dizer." Hesito sempre, e sinceramente, não sei bem porquê. Foi a distância? Não sei, mas talvez porque quem esteve mais perto de mim, e quem esteve mais vezes comigo foi a mãe. Eu sei que tu nao tens quais problemas em dizer-me seja o que for, mesmo que magoe ou nao. Queres sempre o melhor para mim, queres sempre que eu tenha tudo aquilo que tu nao conseguiste ter. Queres que eu viva tudo aquilo que tu nao conseguiste fazer. Das-me a oportunidade de ser livre e dar as minhas próprias opiniões de tudo. Pai, e mais do que tudo o que me deste e ainda vais dar, és o melhor pai do mundo.

2 comentários:

manuelaf. disse...

adoro mariana. está perfeito.

mariana disse...

obrigada amor.