sábado, 9 de outubro de 2010


Por mais que tente nunca vou conseguir explicar aquilo que sinto por ti. Eu gosto tanto de ti. Gosto tanto mas tanto. Nao sei como consegues aturar os meus choros, enquanto tambem estas mal. Nao sei como consegues suportar a minha dor como se fosse a tua. So tu o que consegues fazer. So tu o fazes por mim. Nao sei como fazes isto, mas repito. Obrigada. Cada vez acho mais que me torno como tu, cada vez acho mais que me colo a ti como uma lapa, e nunca mais te largo. Cada vez mais me acho parecida contigo em tudo. E orgulho-me disso. Orgulho-me por saber que tenho uma amiga forte, apaixonada, e decida como eu. Orgulho-me imenso. Apesar de por vezes me querer sentir unica, e nao me deixares faze-lo. Para mim, es como uma segunda mae. Es como quando a criança faz asneira e me das uma palmada na mao para aprender a liçao. es como uma ama que me leva ao berço a cada vez que adormeço a chorar no seu colo. Es muito mais que isso. Es muito mais que uma simples palavra. E acredita, acredita que se pudesse encontrar a palavra maravilha, usaria em ti. Es uma maravilha, es maravilhosa por tudo o que fazes. Porque tudo o que fazes eu sigo esse caminho. Porque cada passo que das, eu tambem dou. E se seguires em frente, entao eu seguirei em frente tambem, do teu lado. Serei aquela que estara contigo incodicionalmente. Dar-te-ei a mao quando estiveres prestes a cair, vou sarar-te as feridas enquanto elas estiverem a sangrar, estarei sentada a teu lado, no momento mais feliz, e mais infeliz da tua vida. Estarei aqui para sempre. Saberas sempre onde me encontrar. Nao porque te vou dizer, mas sim, porque tu sabes, e o vais sentir. Amo-te, amo-te mesmo minha mae.

Nenhum comentário: