terça-feira, 2 de novembro de 2010




Contam pela minha história que a primeira palavra que disse foi "papá". Também dizem que a primeira pessoa que me pegou ao colo foi o "papá". E assim foi. A menina do papá. Assim até a altura de pensarem que alguém creceu. Um dia ouvi a aminha mãe a dizer-lhe que estava a crescer, que já chorava por amor, que já chorava por perder amigos, que já me preocupava com os outros. Via-os feliz por me acompanharem sempre, mas quem esteve sempre do meu lado foi ele. Foi ele que disse que se eu quisesse saber seja o que fosse, má ou boa, ele dizia, sem problemas. Foi ele que quando chorei me deu a mão e disse as palavras mais bonitas que alguma vez uma pessoa poderia ouvir. Sinceramente... Quem seria eu sem ele? Quem seria eu sem ter que ouvir sermões todas as noites por não estar na cama depois de ele já ter avisado? Quem seria eu depois de todas as lições de moral que tive? Quem seria eu sem todos os dias que ele me pegava ao colo, cantava para eu adormecer? Quem seria? Rigorosamente nada. De todas as vezes que o via partir, chorei. Até perdia a conta de quantas vezes foram. Acabei por me habituar, acabei por me habituar a não o ter diariamente comigo. Um ano num sitio, outro ano noutro. Tipo rotina, mas também nunca deixou de ter a sua importância. Acabei por me habituar a não ter um telefonema dele a dizer que estava á minha espera. É dificil não o ter cá, mesmo que por vezes enquanto ele cá está desejo que ele esteja bem longe nos momentos de inpaciência. Não há nenhuma palavra que defina este militar. Aquele corpo imperfeito, tão por fora como por dentro. Não há palavra para compreender uma pessoa como ele. Uma pessoa resistente, sofredora, impaciente, justiceira, lutadora, chata, e orgulhosa. Com demasiados objectivos, demasiados horários, demasiados limites. Apesar disso, eu gosto de ti, gosto imenso de ti pai. E acredita, que cada vez me fazes mais falta.
Alguns dizem que ficas bem, que vai correr bem. Mas sei que não é bem assim, e tenho muito medo, muito mesmo. Volta pai. Gosto muito de ti.

4 comentários:

Joana Campos disse...

está lindo, mariana :o (L)

ManuelaFrade disse...

está mesmo lindo.

SaraMarques disse...

está lindo amor O:
<3

mariana disse...

obrigada manu e sara <3