quinta-feira, 24 de março de 2011

five months

Ás vezes, sabes, aquela dor de quando nao estás comigo, e aquele aperto pequenino (grande) que eu tenho? Consegue entrar de uma ponta á outra do meu corpo, num abrir e fechar de olhos. Começa a ser inevitável nao poder falar ou estar perto de ti, a qualquer momento. Eu peço-te que esses momentos em que nao estamos juntos, sejam apenas miléssimas de segundo, e que logo no final desse segundo se suma todo. Estes foram os cinco meses que qualquer pessoa sonharia ter. 5, de muitos mais, meu amor.
AMO-TE CORAÇÃO.

2 comentários: