sexta-feira, 9 de setembro de 2011

hey boy.

Sabes? Não te vou dizer que estou cansada das nossas cenas, e de algumas indecisoes, mas a verdade é que começo a ser um pouco impaciente. Tu pareces gostar de mim, e se eu gosto de ti, porque é que não dás uma chance, e metes o orgulho de lado de uma vez? As coisas podem ser diferentes, e sabes que duas pessoas que se amam não devem estar separadas. Não negues caramba. Por ti tu sabes que faço o que for preciso. Tu sabes que eu não desisto, e que também sou bastante orgulhosa, e teimosa, mas nisto não sou. Porque eu para puder estar bem comigo própria, preciso primeiro de estar bem contigo. E acredita eu não minto. Não minto mesmo. Gorduchinho (se é que ainda te posso chamar isso), fala comigo e diz-me tudo duma vez. Como eu gosto de ti.

3 comentários:

v. disse...

quando está tudo tão bem, quando pensamos que é o momento, o "tal" momento, aquele que esperamos sempre que haja, acontece sempre uma coisinha, por mais pequena e irrelevante que seja; é tão irritante.

o teu texto está lindo, ás vezes é preciso olhar nos olhos, abanar a pessoa, e obriga-la a falar tudo de uma vez, tudo tem solução enquanto existe amor

Mafalda disse...

oh:) vou seguir**

Simonie disse...

obrigada minha querida! vou seguir-te :)