segunda-feira, 14 de maio de 2012


A fúria que o meu coração sente, e o íman que o teu corpo faz ter perante o meu parece que ganha mais vontade. Parece que quanto mais se tentam afastar, mais se aproximam. A forma agoniante como o meu sorriso de orelha a orelha só por pensar no teu, a forma impulsiva como as minhas palavras saem a soletrar o teu nome, a forma como eu o sei de cor, e mesmo assim, continuo a molda-lo com amor e carinho. A forma diferente e difusa como a minha cabeça fica quando os sentimentos se embrulham. Só te sei amar mais, só te sei dizer que esta imensidão de perplexos que tenho é mais daquilo que julgava. Coordenas a minha vida nem sabendo como, coordenas os meus caminhos e levas-me á lua sem notares. Ás vezes como os nossos pequenos gestos se entrelaçam sem querer, as vezes a telepatia de palavras, e os beijos longínquos que fazem com que a felicidade e orgulho transborde em meu corpo. Da tua e somente, mariana.

8 comentários:

Mariana disse...

gosto muito :))

Renata disse...

Gostei. É tão bom termos alguém do nosso lado*

andrii disse...

oh, muito, muito obrigada, mesmo!
adorei o teu texto <3

andrii disse...

a sério, sim. não tens de quê, meu anjo <3

Renata disse...

obrigada e sim, eu sei que ela um dia vai desaparecer*

© hurricane disse...

adoro :D

Ana Margarida disse...

Obrigada, docinho! <3

Mariana disse...

De nda querida e muito obrigaaaaaaaaaaaada *-*