quinta-feira, 17 de maio de 2012

o buraco da tua ausência

As lágrimas insistem em cair e o peito insiste em apertar a cada vez que me lembro do teu sorriso. Só me interrogo como nunca fui perfeita para ti pois tu sempre foste para mim. Como foi possível sempre brincares com as minhas pestanas, e com as minhas mãos. Ajuda-me aguentar isto, vó, a tua ausência deixa-me em sufoco. Os meus olhos fecham-se e no segundo a seguir, sinto o rio a escorrer-me pela face. Tira-me deste beco, diz-me as respostas paras as minhas perguntas. O buraco que sinto é tão imenso. Não sei esquecer-te nem não relembrar. Mas eu prometo-te que nunca vou deixar nada por fazer, tal como tu me ensinaste.

14 comentários:

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

adoro!

ana mendes disse...

adoro, adoro, adoro! força querida *

Ana Margarida disse...

Força, meu amor.

Renata disse...

Está lindo.

Renata disse...

:D

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

de nada querida*

catarina disse...

está lindo amor*

ana mendes disse...

obrigada eu então fofinha :))

Ana Margarida disse...

Eu sei que doí. Muito mesmo. Mas eu tenho a certeza que eles te querem ver bem.

angel disse...

está lindo, força*

catarina disse...

de nada bé <3

bam disse...

Obrigada princesinha. E muita força

ana mendes disse...

é mesmo querida!

Anastasie disse...

obrigada e adorei o teu texto, força!