sábado, 8 de dezembro de 2012

"E o tempo raza"


E o tempo raza.. Raza ao amanhecer, enquanto o vento frustrante te congela a cara. Enquanto a dor se inunda e espalha por cada articulação do teu corpo, corroendo-te a cada fracção de segundo. A dor leve e agoniante que percorre o teu corpo com o sofrimento dos teus laços. E mais uma vez... A tua mente não deixa que ultrapasses o limite porque a loucura é superior á força de vontade. O apetite é nulo. A rotina a mesma. O ser humano é idêntico tal como o transparente se iguala á água. As várias diferenças apenas se encontram no interior. E daí... O Sol nasce, que ilumina os teus pensamentos e respirações ofegantes. O teu corpo apenas quer desistir, mas as inúmeras perguntas as quais fazes, tu já tens respostas. Não chames opções, chama destino. Chama aquilo que tu queres sempre ouvir, e nem sempre se torna a verdadeira resposta.

7 comentários:

vera • disse...

gostei!

humana inconsciente disse...

a descrição dos meus dias babe

daniela disse...

adorei, está lindíssimo. escreves tão bem!

andrii disse...

Muito obrigada! Digo o mesmo acerca do teu texto, sem dúvida <3

sara disse...

gosto de ler os teus textos :)
está lindo.

humana inconsciente disse...

eu sei que sim bébé

daniela disse...

de nada, linda. pois, aí é que está! eu bem tento :p