terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

fecho os olhos

O desejo interminável acaba comigo. Derrota-me quando fecho os olhos e... Naquela visão sinto-me perto. Perto demais para me condenar a algo que não quero largar. Algo que não esperava que fosse tão vulgar e comum aos prazeres infímos da vida. E óh, como é doce.. O sabor do fruto proibido.

4 comentários:

Sentimentos Incontrolados disse...

Eu sei o que isso é. Às vezes dou por mim a imaginar-me a comer o fruto proibido e tão difícil voltar à realidade.

Cláudia ♡ disse...

Se é proibido, aproveita muito bem.

sabrina mateus disse...

adoro *.*

anónimo (: disse...

tenho texto novo (: , se quiseres passa pelo meu blogue (:

p.s : se precisares de alguma coisa não hesites em dizer ;s , estou aqui para ajudar no que for preciso (;