sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

minha miuda

Ao teu lado determinadas complexidades tornam-se tão simples e subjetivas. Não te importas se danço ou se te berro ao ouvido, se visto uma camisa maior que eu porque é quente. Não te importas quanto ás circunstâncias, não te importas quanto ao meu feitio, não te importas quanto aos meus defeitos. Compreendes, Acompanhas, Amas, Apoias. E nunca abandonas. Do fundo do coração minha miúda.

5 comentários:

humana inconsciente disse...

lembraste daquela vez que te disse que nunca iria desistir de ti, independentemente de muita cena? pronto, a promessa ainda está de pé, e de pé ficará <3

Ana disse...

Gostei :)

Maria disse...

Muito bonito! Bjinhos

Sentimentos Incontrolados disse...

Nomeei-te no selo do Liebster Award. Espero que gostes das minhas perguntas :)

Sentimentos Incontrolados disse...

Não. Tens que fazer como está no meu blog. Vê as regras e diz-me se percebeste.